O Valor de uma Ideia Genial

Você já teve alguma idéia genial?

Mundo: A Farsa do Crescimento Chinês

Parece cena de seriado, as cidades fantasmas que a China levanta para manipular o PIB do país

Luxo: Conheça tudo sobre a casa mais cara dos Estados Unidos

A vida das pessoas mais ricas do mundo estão aqui no blog para você conhecer de perto.

Mc Donalds

A história da maior e melhor rede de fast food do mundo.

Tecnologia

Conheça tudo o que tem de mais inovador no mundo da tecnologia.

Brilhante Laços

Fábrica de laços e acessórios para cães e gatos.

Patrocinadores

Conheça nossos pacotes e promoções para anunciantes, e leve seu negócio para os milhares de leitores do blog.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Como patentear uma idéia?



Se você, assim como eu, tem muitas idéias inovadoras que podem algum dia se tornarem extremamente lucrativas, a primeira coisa a se fazer para garantir que seu projeto se ja apenas seu é patentear a idéia.
Para isso, no Brasil, existe um órgão chamado INPI (Instituto Nacional e Propriedade Industrial).

A Diretoria de Patentes do INPI é responsável por analisar, decidir e conceder privilégios patentários na forma da Lei. O direito à proteção das criações intelectuais é garantia constitucional (art. 5º, incisos XXVII e XXIX).


À Diretoria de Patentes compete:

I - coordenar, supervisionar, acompanhar e promover a aplicação de projetos, acordos e tratados que digam respeito às patentes;

II - analisar, decidir e conceder privilégios patentários na forma da legislação em vigor;

III - participar das atividades articuladas entre o INPI e outros órgãos, empresas e entidades com vistas à maior participação de brasileiros nos sistemas de proteção de propriedade intelectual;

IV - acompanhar tecnicamente as propostas de projetos, acordos e tratados referentes a patentes; e

V - propor o aperfeiçoamento das práticas e desenvolver padrões operacionais para análise e concessão de patentes.


No Brasil os direitos e obrigações relativos à propriedade industrial são regulados pela Lei nº 9279, de 14 de maio de 1996, doravante LPI.

O QUE É PATENTE?
A pesquisa e o desenvolvimento para elaboração de novos produtos (no sentido mais abrangente) requerem, a maioria das vezes, grandes investimentos. Proteger esse produto através de uma patente significa prevenir-se de que competidores copiem e vendam esse produto a um preço mais baixo, uma vez que eles não foram onerados com os custos da pesquisa e desenvolvimento do produto. A proteção conferida pela patente é, portanto, um valioso e imprescindível instrumento para que a invenção e a criação industrializável se torne um investimento rentável.

Patente é um título de propriedade temporária sobre uma invenção ou modelo de utilidade, outorgados pelo Estado aos inventores ou autores ou outras pessoas físicas ou jurídicas detentoras de direitos sobre a criação. Em contrapartida, o inventor se obriga a revelar detalhadamente todo o conteúdo técnico da matéria protegida pela patente.

Durante o prazo de vigência da patente, o titular tem o direito de excluir terceiros, sem sua prévia autorização, de atos relativos à matéria protegida, tais como fabricação, comercialização, importação, uso, venda, etc.

QUANTO CUSTA?
A taxa de depósito é de R$ 200,00, mas pode diminuir para R$ 80,00 para pessoas naturais; microempresas, empresas de pequeno porte e cooperativas assim definidas em Lei; instituições de ensino e pesquisa; entidades sem fins lucrativos, bem como por órgãos públicos, quando se referirem a atos próprios. O pedido de exame de invenção com até 10 (dez) reivindicações é de R$ 500,00 (R$ 200.00). Já o pedido de exame de modelo de utilidade custa R$ 320,00 (R$ 128,00).

Não havendo obstáculos processuais como exigências ou subsídios ao exame deverão ser pagos R$200,00 (R$ 80,00) pela expedição da Carta-Patente, (invenção ou modelo de utilidade). O depositante do pedido e o titular estarão sujeitos ao pagamento de retribuição anual, denominada anuidades (Arts. 84 a 87 da LPI).
Veja os custos na Tabela de Retribuição.

ELABORAÇÃO DE UM PEDIDO DE PATENTE
Para se elaborar um pedido de patente, é necessário atentar para as seguintes etapas:
1. Definir bem o objeto ou processo (para invenção) para que a matéria do pedido tenha suficiência descritiva, ou seja, possa ser reproduzida por um técnico no assunto;

2. Ser o mais abrangente possível, até o limite onde o estado da técnica permita.

3. Evitar colidências totais ou parciais, do conteúdo reivindicado, com características reveladas pelo estado da técnica;

Deve-se também:
1.Ter conhecimento da técnica, ou seja, estar a par dos dados atualizados sobre a tecnologia a ser desenvolvida, através de fontes de informação técnica como banco de patentes, livros técnicos, catálogos, vivência profissional (prática);

2. Estar a par do desenvolvimento da tecnologia , uma vez que a informação das técnicas mais utilizadas evita a obtenção de uma patente obsoleta; o conhecimento das novidades introduzidas na técnica permite maior clareza da matéria nova e delimita a área da invenção e os efeitos técnicos introduzidos;

3. Levantamento dos pontos de colidências com o estado da técnica (busca bibliográfica), para que se reivindique apenas as caraterísticas revestidas de novidade, atividade inventiva ou ato inventivo e aplicação industrial.

A Preparação De Um Pedido De PatenteOs seguintes itens devem ser observados:
1. Apresentar os detalhes técnicos de forma a permitir o exame técnico do pedido ou seja, apresentá-los de forma clara de modo que o examinador compreenda perfeitamente a matéria do pedido e indicar, quando for o caso, a melhor forma de execução;

2. Não dar margem a que qualquer concorrente venha reivindicar outro pedido para alternativas da mesma invenção (incluir essas alternativas no seu próprio pedido) ou seja, especificar todas as concretizações do objeto que se deseja comercializar e que estejam dentro do escopo do pedido;

3. O concorrente somente terá condições de pleitear algo que seja efetivo avanço em relação à técnica descrita no pedido e não uma variante construtiva do objeto de seu pedido.

Roteiro De Relatório Descritivo de Um Pedido de Patente:Relatório descritivo:
1. Título: deve ser claro e preciso, sem palavras irrelevantes e desnecessárias.

2. Descrição da matéria motivo da patente: descrever em linhas gerais a matéria objeto do pedido, indicando o setor técnico ao qual pertence.

3. Descrição do estado da técnica: é a matéria que poderá ser útil para facilitar a compreensão da invenção e, sempre que for possível, devem ser citados os documentos (patentes ou qualquer outra fonte bibliográfica) que possam aumentar o conteúdo informativo.

4. Descrição dos pontos deficientes do estado do técnica: são os pontos deficientes do estado da técnica.

5. Definir os objetivos da invenção: mencionar a maneira pela qual a invenção soluciona os problemas encontrados no estado da técnica, destacar as vantagens da solução proposta abordando o conteúdo inventivo, ou seja, destacando nitidamente o requisito de novidade e o efeito técnico alcançado (atividade inventiva).

6. Relacionar as figuras nos desenhos: especificar suas representações gráficas (vistas, cortes, fluxogramas,...). Especificar, nos casos em que houve inclusão de reprodução de fotografias, as características peculiares a esse tipo de representação gráfica (ampliação, condições e natureza do material fotográfico,...).

7. Descrição detalhada da invenção: descrever a invenção detalhando suas características de modo que haja uma perfeita compreensão da mesma por um técnico no assunto, de tal modo que o mesmo possa reproduzi-la, fazendo remissão aos sinais de referência constantes dos desenhos, se houver, e, se necessário, utilizar exemplos e/ou quadros comparativos relacionando-os com o estado da técnica. Ressaltar a melhor forma de execução da invenção, em caso de haver mais de uma forma que seja do conhecimento do depositante na data de depósito e apontar a utilização industrial quando esta não estiver explícita na descrição da invenção.

Reivindicações:
1) Têm como objetivo estabelecer e delimitar os direitos do titular da patente, visando a mais ampla e eficaz proteção.

2) Devem estar totalmente fundamentadas no relatório descritivo.

3) Podem ser de uma ou várias categorias (produto, processo, sistema, etc...), desde que ligadas por um mesmo conceito inventivo, sendo arranjadas de maneira mais prática possível.

4) Devem ser iniciadas pelo título ou parte do título correspondente a sua respectiva categoria e conter uma única expressão "caracterizado por".

Desenhos:
Parte do documento utilizado para facilitar ou permitir a perfeita compreensão da matéria exposta no relatório descritivo.

Resumo:
Sumário do exposto no relatório descritivo, reivindicações e desenhos (50 a 200 palavras, preferentemente 20 linhas de texto). Deve indicar o setor técnico ao qual pertence a invenção.


CONTATO
Para entrar em contato com a Diretoria de Patentes utilize o sistema "Fale Conosco" e no Assunto da Mensagem direcione sua solicitação para a opção “Patentes-DIRPA”.

A DIRPA também atende pelo seguintes telefones: (0xx21) 2139-3797, (0xx21) 2139-3679, (0xx21) 2139-3662, (0xx21) 2139-3638, (0xx21) 2139-3314, (0xx21) 2139-3547.
Horário de atendimento ao público: de 10:00 às 16:30.



terça-feira, 22 de março de 2011

Onda de tsunami fez navio parar em cima de casa no Japão

Embarcação foi arrastada pela onda gigante na região de Iwate.
Tremor no país asiático já deixou mais de 8.600 mortos. 

barco11 (Foto: Yomiuri Shimbun/AP)
Embarcação foi parar sobre prédio em Otsuchi, na região de Iwate, após o tremor e o tsunami que atingiram o Japão no último dia 11 de março (Foto: Yomiuri Shimbun/AP)





DICA DO COLUNAS DE HÉRCULES


Ganhe dinheiro com o seu blog, site, rede social, twitter, etc. Afilie-se ao e-Grana e comece a monetizar a sua webpage.
No e-Grana você ganha R$2,00 a cada 1000 visualizações únicas de pop-unders e R$0,40 a cada 1000 visualizações únicas de banners.
PAra conhecer essa plataforma de monetização, clique aqui.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Os milionários são felizes?

Eles são atormentados por medo, preocupações e sofrem com problemas familiares por causa de dinheiro. São milionários com ao US$ 25 milhões em suas contas bancárias. E muitos estão infelizes. É este o quadro traçado por uma pesquisa financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates com 120 ricaços. Os resultados do estudo apontam que os milionários estão de forma geral insatisfeitos. Eles afirmam que o dinheiro contribuiu para aumentar sua ansiedade em relação ao amor, ao trabalho e à família. A insatisfação também é financeira, diz o levantamento. A maioria não se sente financeiramente segura e, para isso, afirma precisar de mais 25% do têm.

Os milionários pesquisados responderam por escrito a algumas perguntas. O blog The Wealth Report selecionou algumas delas. Confira o que pensam os ricaços:
Sobre invejar a riqueza: “se nós pudéssemos informar melhor as pessoas, elas saberiam que ter US$ 20 milhões ou US$ 200 milhões não trará necessariamente tudo aquilo que elas esperam. Então, talvez elas possam se concentrar em coisas que possam fazer o mundo melhor e eles genuinamente felizes. Eu me sinto extremamente sortuda, mas é difícil fazer com que quem não é rico acredite que os efeitos não vão muito além disso”
Sobre por que os pobres deveriam ser felizes: “Ninguém pode usar a desculpa de não ter dinheiro para não estar em paz e vivendo com integridade. Se eles escolhem viver de outra maneira, é problema deles”
Amor: uma mãe escreveu que os homens na vida de suas filhas podem se sentir “impotentes”, por seu papel como provedor ter sido usurpado
Filhos: “ Ter dinheiro traz o risco de dar a eles uma visão errada do mundo, fazendo com que eles se sintam os donos do mundo, impedindo-os de desenvolver a compaixão e a empatia”. A que outro milionário comenta “tentamos fazer com que nossos filhos realizem afazeres domésticos, mas é difícil fazer com que eles cortem a grama quando temos um jardineiro que trabalha em tempo integral”
Pais ricos e maus: “Eu cresci com um pai que nunca quis abrir mão do controle de seu negócio, mas que vivia me acenando com a oportunidade de eu assumir seu cargo. A esposa do milionário acrescenta: tem sido difícil me sentir financeiramente independentemente quando os pais de meu marido têm o controle total da herança de nossos filhos”
Sobre por que os ricos não são mais espertos: “As pessoas costumam glorificar a riqueza e pensam que os ricos são mais espertos, sábios, mais abençoados e outras besteiras nesse estilo”
Herança: “Liberdade financeira pode criar ansiedade e hesitação. Na minha própria vida, eu fui questionado sobre minha capacidade porque eu herdei dinheiro”
Sorte: “Eu acertei na loteria ao ter escolhido trabalhar para a empresa certa no momento certo. Eu nunca pensei que iria ganhar tanto dinheiro assim”
Amizade: “A riqueza pode ser uma barreira para se conectar com as pessoas”
Sobre odiar as festas de final de ano: Ricaços dizem detestar o final do ano porque sempre se espera que eles dêem bons presentes.
O que você dessas afirmações? Opine!

DICA DO COLUNAS DE HÉRCULES


Ganhe dinheiro com o seu blog, site, rede social, twitter, etc. Afilie-se ao e-Grana e comece a monetizar a sua webpage.
No e-Grana você ganha R$2,00 a cada 1000 visualizações únicas de pop-unders e R$0,40 a cada 1000 visualizações únicas de banners.
Para conhecer essa plataforma de monetização, clique aqui.

Facebook começa a montar seu time brasileiro

Alexandre Hohagen, VP para a América Latina da Facebook, anunciou nesta sexta-feira (18/03) que a empresa de Mark Zuckerberg iniciou as contratações em terras brasileiras.

O anúncio, claro, foi feito por meio de sua página no Facebook, onde postou a mensagem "Vamos contratar. The dream team starts here" (o time dos sonhos começa aqui).

Junto com o post, um link para todas as cinco vagas disponíveis. São duas vagas na área de operação de vendas online (diretor e gerente). Duas em vendas internacionais e uma vaga de RH para fazer a seleção de pessoas.

Todas as vagas são para a cidade de São Paulo. Quer se candidatar? Vá até a página de carreira do Facebook.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Homem destrói Lamborghini de R$ 1,6 milhões.

Sabe aquele Lamborghini Gallardo, um superesportivo dos sonhos com motor V10 de 560 cv de potência, oferecido por até R$ 1,6 milhão no Brasil? Acredite se quiser, há quem destrua um carro desses. O fato aconteceu na China, mais precisamente na região de Qingdao. Insatisfeito com seu carro, um consumidor chinês resolveu destruí-lo.

Os problemas começaram em novembro, quando o Gallardo sequer dava partida. O dono levou o carro à concessionária da marca e não teve o problema resolvido, além de recebê-lo com avarias. Após inúmeras tentativas de conserto e até mesmo um contato com Stephan Winkelmann, CEO da montadora italiana, o problema não se resolveu e o proprietário tomou uma decisão drástica.


ASSISTA AO VÍDEO DA DESTRUIÇÃO


Revoltado, ele convocou a imprensa e diversas pessoas no Dia do Consumidor chinês, nesta terça-feira (15) e destruiu o carro com marretadas e chutes. O superesportivo ficou completamente destruído e rasgou o coração de muitos fanáticos pelo mundo. Será que valeu a pena tomar uma atitude como essa?





terça-feira, 8 de março de 2011

Dia internacional da mulher que está cada vez mais presente no mundo dos negócios.


Diante de um cenário de mudanças tecnológicas, globalização e geração de novas oportunidades no mercado de trabalho, o crescimento do empreeendedorismo feminino se destaca em meio a essas mudanças e inovações. E é isso que esse post, no dia internacional da mulher, pretende demonstrar, os motivos pelos quais as mulheres conseguiram ingressar no mercado de trabalho, ocupando cada vez mais espaços, arriscando com “senso conciliatório” para subir os degraus do organograma empresarial e mostrar, para o mundo, seus verdadeiros talentos e aptidão para os negócios.

Há alguns anos, quando as mulheres ainda lutavam por uma melhor posição social e profissional, sinônimo de sucesso era ser uma secretária do chefe, do executivo ou diretor da empresa, mas hoje em dia as coisas mudaram, pois as mulheres tornaram-se chefes, executivas e empreendedoras, tanto ou mais competentes que os figurões da ala masculina no mundo dos negócios.

Obviamente a luta ainda continua, pois se analisarmos o cenário empreendedor, os homens ainda predominam nas lideranças, embora haja muitos casos de sucesso em empresas comandadas por mulheres, os homens ainda são os comandantes das maiores empresas do mundo e fundadores das mais inovadoras tecnologias, serviços e produtos, mas, mesmo ocupando uma faixa pequena desse cenário, a mudança de posicionamento social das mulheres foi drástica quando analisamos toda a história das sociedades humanas.

Se olharmos para trás, ficamos estarrecidos e emocionados ao ver a profunda mudança ocorrida na vida das mulheres. Desde o princípio da vida, de acordo com a Bíblia, Deus criou primeiramente o homem e em seguida, a mulher. Esta veio para o progresso da espécie e a geração de novas vidas.

Desde a Antiguidade a mulher vem sofrendo discriminações. Na Grécia, elas e os escravos ocupavam a mesma posição social. Na Idade Média, as mulheres passaram a ocupar posições de comando nos negócios familiares e tiveram um papel importante na preservação da cultura. A Idade Média foi palco de uma das maiores perseguições contra a mulher: a "caça as bruxas", quando a Igreja, através do Santo Ofício (Inquisição), liderou o massacre, qualificado como verdadeiro genocídio contra o sexo feminino.

Joana D'arc
Joana D' Arc foi um exemplo dessa época. Embora tenha optado pela guerra e chefiado exércitos buscando salvar a França contra os Ingleses na Guerra dos 100 anos.

Muitos anos se passaram e muita coisa mudou. O desenvolvimento tecnológico e crescimento da industrialização fizeram esta história mudar.

As mulheres estão lutando para conquistar cada vez mais espaços, mesmo que, ao lado dos negócios, do trabalho, tenha que dar conta de outras responsabilidades como a família e os filhos, ai outra coisa que está mudando, já existem famílias onde as mulheres trabalham por ganharem maior salário e os homens ficam em casa cuidando dos filhos e do lar.

Reconhecida pela sua força e ousadia, a mulher batalha pelo que deseja e hoje conquistou seu lugar, fazendo história na sociedade, percorrendo novas posições, rompendo barreiras, preconceitos e obstáculos. Lutando pelo seu espaço, a mulher realizou reivindicações pelo direito do voto, igualdade social, a disputa pelo mercado de trabalho e seus direitos trabalhistas, chegando até a queimar sutiãs em praça pública para mostrar a revolta à condição de inferioridade, sendo considerada uma verdadeira vencedora, símbolo do amor, da vida e da potencialização do trabalho.
.
Protesto simbolizando o movimento feminista.
A presença da mulher no mundo dos negócios aumenta nas pequenas e grandes empresas e nos mais diversos ramos de atividades, do cooperativismo, onde ainda há muito a conquistar, ao setor de franquias. O resultado traduz, além do espírito empreendedor, o espírito de independência da mulher. A maioria quer ter sua renda e estar à frente das decisões, mesmo que, às vezes, tenha de cumprir dupla jornada, no comando de seu negócio e na administração da casa.

A habilidade feminina em ministrar diferentes atividades simultaneamente é um fato. Hoje, esta característica não é usada simplesmente na administração das atividades profissionais e domésticas. Atualmente, as mulheres utilizam seus talentos para enfrentar desafios em diferentes áreas profissionais, principalmente na direção de micro e pequenas empresas.

REDE MULHER EMPREENDEDORA
Uma dica para mulheres que pretendem participar mais do mundo dos negócios, compartilhar idéias e informações profissionais e conhecer outras mulheres com perfil empreendedor, é a rede social Mulher Empreendedora.
Essa rede é uma plataforma de serviços que tem como objetivo unir e apoiar as mulheres empreendedoras de todo país no desenvolvimento do seu negócio.
A Rede Social
A exemplo de muitas das redes sociais existentes , a Rede Mulher Empreendedora  http://www.redemulherempreendedora.com.br/ prioriza a integração, o conhecimento e a troca de informações entre as mulheres empreendedoras de todo Brasil. As participantes se cadastram, publicam um perfil do seu negócio, acessam dicas, notícias importantes, participam de fóruns de discussões.
O Espaço colaborativo
Utilizando um misto do modelo de CoWorking e Incubadoras,  é um espaço de trabalho com toda infraestrutura de um escritório como acesso a internet, estações de trabalho, auditório, salas de reuniões, terraço de convivência, sala de café e almoço. Além disto, conta ainda com ferramentas de apoio ao negócio da mulher como : uma rede de fornecedores  e serviços, além de uma seleção de negócios com ramos diferentes para proporcionar o apoio mútuo.
O público (espaço)
Mulheres empreendedoras de todo Brasil que precisam de um espaço em São Paulo, para trabalhar, realizar reuniões, receber clientes, fazer palestras e promover eventos.
O espaço também está disponível para ser utilizado por empresas ou entidades para realização de palestras, eventos e reuniões.
A motivação:
A busca pela qualidade de vida, pela proximidade dos filhos está movimentando cada dia mais mulheres para a frente do seu próprio negócio.  " É este movimento que a Rede Mulher Empreendedora quer apoiar ", afirmam os sócios.  

Charlie Sheen lança seu próprio programa na internet

O webcast "Sheen's Korner" recebeu mais de 1,2 milhões de visitas em dois dias e foi visto ao vivo por 100 mil internautas.


O ator Charlie Sheen lançou neste fim de semana seu próprio programa na internet, "Sheen's Korner", que recebeu em apenas dois dias mais de 1,2 milhões de visitas, segundo informou nesta segunda-feira o site "The Hollywood Reporter".

O webcast do ator, um espaço improvisado que serve de tribuna pública ao controvertido intérprete, estreou no sábado com uma emissão que foi seguida ao vivo por 100 mil internautas e teve sua segunda parte no domingo.
Sheen, de 45 anos, começou a investir na internet como um canal de comunicação depois que a série "Two and a Half Men" foi suspensa definitivamente este mês como consequência dos excessos do ator com as drogas e seus recentes insultos aos diretores da emissora "CBS", canal que transmitia o programa.
Na semana passada, Sheen abriu uma conta na rede social Twitter e alcançou o recorde ao atingir um milhão de seguidores, a marca mais rápida do microblog, em 25 horas e 17 minutos.
Em "Sheen's Korner", o ator mostrou no sábado uma de suas tatuagens e leu mensagens do Twitter com seus colaboradores enquanto fumava e fazia paródias.
O ator indicou que deve continuar com seu programa na internet com uma periodicidade que poderia chegar a ser diária.
ASSISTA O PROGRAMA (EM INGLÊS)

Bolsa de Nova York cai com temor sobre petróleo

Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em queda nesta segunda-feira, com os investidores seguindo temerosos com o potencial impacto dos crescentes preços do petróleo, em um quadro de distúrbios políticos na Líbia. Além disso, o setor de tecnologia foi atingido por um rebaixamento de uma classificação do banco Wells Fargo.

O índice Dow Jones caiu 79,85 pontos, ou 0,66%, para 12.090,03. O Nasdaq recuou ainda mais, 39,04 pontos, ou 1,40%, para 2.745,63. O S&P 500 caiu 11,02 pontos, ou 0,83%, para 1.310,13, com os setores de tecnologia e materiais liderando as perdas.

Além do temor em torno do petróleo, o mercado foi afetado pela notícia de que o banco Wells Fargo rebaixou sua visão do setor de semicondutores, de "market weight" para "overweight" pela primeira vez em mais de dois anos. O banco, porém, qualificou a mudança "mais como uma indicação de um pensamento mais moderado", mas "ainda otimista do setor".

No fim da tarde de segunda-feira em Nova York, o euro era cotado a US$ 1,3969, de US$ 1,3986 no final da sexta-feira. O dólar estava em 82,24 ienes, de 82,32 ienes. A libra operava a US$ 1,6197, de US$ 1,6277.

No mercado de petróleo, os contratos futuros subiram por causa dos confrontos perto de importantes instalações petrolíferas na Líbia. O mercado de petróleo avalia a possibilidade de ter perdas de longo prazo em relação ao petróleo do país do norte africano.

O contrato do petróleo para abril negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) subiu US$ 1,02, ou 1%, para US$ 105,44 o barril, o maior valor desde 26 de setembro de 2008. Na plataforma ICE, porém, o contrato do petróleo tipo Brent para dezembro seguiu na direção oposta, caindo US$ 0,93, ou 0,8%, para US$ 115,04 o barril. As informações são da Dow Jones.

domingo, 6 de março de 2011

História e Curiosidades sobre a Playboy


Não, esse não é um texto proibido para menores de 18 anos, não trata-se de pornografia ou do chamado nú artístico disposo na revista masculina mais famosa do mundo.
Como blog sobre empreendedorismo, iremos mostrar o sucesso que essa empresa de mídia impressa e arte fez e faz há muitos anos e em diversso países de todos os continentes e ainda contaremos algumas curiosidades sobre a Playboy.

O FUNDADOR
Acho que para despertar interesse na postagem, nada melhor do que falar um pouco sobre  Hugh Hefner, o fundador da Playboy.

O fundador vive cercado de beldades
Hefner chegou a ter sete namoradas ao mesmo tempo, desde que a revista foi criada. Atualmente, namora apenas Crystal Harris, de 23 anos, com quem pretende se casar.
No seu aniversário de 82 anos, Pamela Anderson causou muita polêmica ao ir nua e fazer um strip-tease para ele. Fontes dizem que ele e Pamela já fizeram sexo diversas vezes.
Hugh tem uma fortuna pessoal avaliada em mais de 43 milhões de dólares.

Hefner e sua atual namorada, quase 60 anos mais nova que ele.

A PLAYBOY 
A 1ª Playboy
Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época de seu lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.
Todo mês, a revista Playboy apresenta a seus leitores uma estrela principal: a capa da revista, a playmate do mês, bem como uma entrevista e reportagens sobre assuntos diversos do universo masculino.

A primeira Playboy do Brasil ainda se chamava "A Revista do Homem"
Agosto de 1975 chega as bancas a 1ª edição da Playboy no Brasil, porém devido a Ditadura Militar que julgava o nome Playboy erótico demais, a revista teve que mudar o nome e foi batizada como A Revista do Homem. Grandes nomes de peso participaram da publicação: Jorge Amado, Ziraldo, Pelé, Francis Forcopolla, Franco Montoro, Paulino da Viola entre outros. A capa foi com a Lívia Mundi.
Agora conheça 34 fatos ocorridos durante nesses anos da revista no Brasil:

CURIOSIDADE: A Playboy, originalmente, não se chamaria Playboy
O que hoje conhecemos como Playboy um dia poderia ter se chamado Stag Party. Stag significa veado em inglês, mas a expressão stag party traduz algo como uma festa pornográfica. De qualquer forma, que seria estranho, seria! O nome só não pegou porque outra revista com nome de Stag ameaçou um processo legal caso Hugh Hefner fosse adiante com a idéia. Que sorte a nossa, seríamos fãs de uma revista que chamava “Festa de Veados“!?
AS MAIS VENDIDAS

A Playboy mais vendida da história.
De acordo com a revista Mundo Estranho, edição 25 (março de 2004), a edição da Playboy mais vendida do mundo foi a de novembro de 1972, que trazia na capa a modelo Pamela Rawlings. Mesmo sem dados oficiais (já que a vendas da revista começaram a ser auditadas apenas em 1994), a editora que detém os direitos da Playboy nos Estados Unidos estima que essa edição tenha superado a marca de 7,1 milhões de exemplares vendidos. Depois que as vendas começaram a ser monitoradas, os números ficaram bem mais modestos. Nos últimos quatorze anos, a edição campeã de vendas estampava na capa a modelo e ex-lutadora de Wrestling Joanie Laurer, mais conhecida como Chyna.

Após a revista ser monitorada, o ranking mundial ficou assim:

1º Chyna (USA) - 1 389 200 exemplares
2º Farrah Fawcett (USA) - 1 351 100 exemplares
3º Sable (USA) - 1 258 900 exemplares
4º Feiticeira (Joana Prado)  (Brasil) - 1 250 000 exemplares
5º Tiazinha (Suzana Alves)  (Brasil) - 1 240 000 exemplares

CURIOSIDADE: O coelhinho da Playboy está escondido em quase toda capa. Você pode procurar bastante e não ver nada, mas reza a lenda que há uma tradição de esconder o mascote da Playboy nas capas da revista. Isso teria se iniciado em 1960 como uma maneira interessante de desafiar os leitores. Em meados dos anos 70, a redação da Playboy chegou a ser inundada com centenas e centenas de cartas de leitores rabugentos que procuravam, mas não encontravam nada. Os editores começaram, a partir daí, a colocar dicas nas páginas internas da revista.
Playboy em braile

CLUBES E CASSINOS
O sucesso da revista é inquestionável, mas a maior parte da exorbitante renda da Playboy tem origem nos seus clubes e cassinos desde a década de 60.


O formato do clube, inicialmente, era uma cópia de outro clube existente em Chicago, o Gaslight Club. Os membros recebiam “chaves” que garantiam a eles sua entrada exclusiva, onde mulheres poderiam servir-lhes drinks em trajes seminus e hiper sensuais. Na época, ser um membro era símbolo de status, algo como dizer que você era cool e queria viver o Playboy lifestyle. Apesar de as mensalidades girarem em torno de 50 dólares, é estimado que apenas uma pequena porcentagem dos membros chegou a realmente entrar no clube. As pessoas só queriam pertencer ao seleto grupo.

De 1959, quando o clube foi inaugurado, até o final de 1961 mais de 132 mil pessoas passaram por suas portas, transformando ele no clube mais movimentado do mundo à  sua época.
A partir de então, o clube se expandiu para New Orleans e Miami (hoje em dia são mais de 40), e no seu primeiro ano de funcionamento, somente esses novos clubes, angariaram algo em torno de 4,5 milhões de dólares para a Playboy. A expansão para a Inglaterra, onde os clubes também funcionavam como cassinos, garantiram mais dinheiro para a Playboy como nunca ela havia ganho desde sua fundação.

Quarto Playboy no Palms em Las Vegas é o mais luxuoso do mundo.
A diária é alta, em torno de US$65.000,00 (sessenta e cinco mil dólares), mas por este preço você pode dar uma festa para até 250 pessoas nos quase 840m² da suíte Playboy do Palms. Entre os que se hospedaram na suíte, além do próprio Hugh Hefner, estão Britney Spears e Paris Hilton. A suíte tem uma piscina com paredes de vidro, pista de boliche, TVs de plasma espalhadas, e para finalizar, a melhor vista da “Strip” (avenida principal de Las Vegas).
CURIOSIDADE: A Playboy portuguesa agora não é mais vendida porque a capa de uma das edições tinha a imagem de Jesus Cristo
A MANSÃO DA PLAYBOY
Desde 1971, ano em que o magnata Hugh Hefner, 81 anos, fundador e editor-chefe da revista "Playboy", comprou a casa e ali começou a dar polêmicas festas com a participação de suas auxiliares, a quem apelidou de coelhinhas, a casa desperta interesse. A Mansão Playboy é conhecida como o paraíso destinado aos pecadores. Lá, diz o conceito popular, as meninas brincam em trajes sumários, ou mesmo sem eles, como numa espécie de disneypornô.
Vista de cima da mansão da Playboy

Fontes:
www.datehookup.com/content-the-history-of-playboy.htm
www.justmensmags.com/hiofpl.html
http://www.fanpop.com/spots/playboy/articles/784/title/history-playboy
www.palms.com/playboy
http://events.la.com/los-angeles-ca/venues/show/185061-playboy-mansion

Monetização de Blogs: Gerar mais tráfego orgânico.

Gerar tráfego orgânico

Continuando com a série Monetização de Blogs estou aqui para falar sobre a geração de tráfego. Na introdução dessa série nós vimos como Despertar o interesse dos seus clientes e A importância de ter conteúdo no blog, todos os passos e dicas descritas nessa primeira parte tem como o objetivo a geração de tráfego orgânico, fazer o seu site/blog ter mais visitantes de qualidade, mas o que é tráfego orgânico?

TRAFEGO ORGÂNICO
Tráfego orgânico é todo o tipo de visitas provenientes dos motores de busca, ou seja, são aqueles visitantes que encontram o seu blog nos buscadores, tais como Google, Yahoo, Bing, etc.
Um blog que segue as dicas dos 2 primeiros capítulos da série Monetização de Blogs, com certeza já tem um conteúdo interessante e amplo e está bem localizado nos buscadores em certas palavras chaves.
O Blog Colunas de Hércules tem algumas postagens populares como Curiosidades sobre o Mc Donald's que está bem localizada nos buscadores se buscado o termo "Curiosidades Mcdonalds" , além disso algumas palavras-chaves nos deixa, às vezes, na primeira página dos buscadores, tais como "Blog Empreendedorismo" (Hoje 06/03/2011, estamos na 2ª página).

Mas além de um conteúdo amplo e de qualidade, há também algumas técnicas e ferramentas para melhorar o posicionamento de seu blog no rank dos buscadores.

Tráfico Orgânico é sem dúvida a melhor forma de obter visitantes e é a forma que toda a blogosfera tem trabalhado ao longo do tempo porque é realmente  excelente para captar visitantes e leitores.

COMO AUMENTAR O TRÁFEGO ORGÂNICO?
São poucos os blogs que conseguem ganhar dinheiro sem terem tráfego orgânico de qualidade. Na verdade, se o seu blog não tiver tráfego orgânico, a única forma de você receber tráfego e ganhar dinheiro com ele é investindo em publicidade e fazendo parcerias com outros sites para assim gerar visitas de qualidade para o seu blog, mas essas outras maneiras de gerar visitas nós iremos abordar mais adiante em postagens futuras. Para o seu blog conquistar mais tráfego orgânico você deverá aplicar técnicas SEO em seu blog, adequando ele a cada dia às necessidades de seu público-alvo e às ferramentas de busca disponíveis na Internet.
É importante tam´bem aumentar o número de backlinks internos e externos.

O primeiro objetivo de qualquer blogueiro que está pensando na monetização, é trabalhar o SEO do seu blog ao ponto dos seus artigos aparecerem nas primeiras posições dos buscadores, mas isso não se faz em poucos dias, é necessário muita paciência e dedicação.

As primeiras dicas que eu deixo a vocês é que cadastrem os blogs no Google Webmaster Tools, que você interligue os seus conteúdos entre si de uma forma orgânica, fazendo referências para posts dentro de seu próprio blog, que você receba links de outros blogs para os seus artigos, e que você configure corretamente as opções de SEO do seu blog, essa última parte é mais complexas e estará disponível no bônus do e-book que estamos preparando.

DICAS
Com o tempo e prática, as dicas abaixo sairão automaticamente em suas postagens, então, para melhorar  o tráfego orgânico de seu blog posicionando-o acima no rank dos buscadores faça o seguinte:
  1. Utilize as mídias sociais (Twitter, Orkut, Facebook, etc) para promover os links dos seus artigos;
  2. Escreva guest-posts em outros blogs, e linke diretamente para alguns dos seus artigos;
  3. Crie um artigo viral;
  4. Utilize agregadores de conteúdo para gerar mais backlinks externos para o seu blog;
  5. Divulgue o seu blog em diretórios de blogs e diretórios de artigos;
  6. Divulgue o seu blog em fórums de discussão, comentando em outros blogs ou na assinatura dos seus emails.
  7. Comece a divulgação sempre por seus amigos, nas redes, e-mails, msn e pessoalmente e fale para os mais chegados fazer o mesmo para os contatos deles.
Se você não sabe como seguir as dicas acima, aguarde nosso e-book Monetização de Blogs, onde lá ensinaremos detalhadamente e de forma simples, como seguir as dicas dadas nessa série de postagens.

FRASE

O leitor é o seu bem mais valioso, então facilite o caminho até o seu blog para que ele mostre ao mundo

Índice da Série

  1. Despertar o interesse dos seus clientes
  2. A importância de ter conteúdo no blog
  3. Gerar mais tráfego orgânico
  4. Conquistar Backlinks
  5. Agregadores de Links e Notícias
  6. Investir dinheiro
  7. Ferramentas importantes para um problogger
  8. Diversificando a monetização
  9. Valorizar o seu blog com diferenciais
  10. Expandir o seu negócio
  11. Considerações finais

sábado, 5 de março de 2011

Marcas famosas chegam ao Brasil em 2011

Grandes marcas de luxo e outras bem descoladas vão aportar no Brasil a partir deste ano, tornando o mercado brasileiro de luxo mais próximo do eixo Europa-EUA

Reprodução Internet

A piada clássica é que no Brasil o ano só começa depois do Carnaval. Ao menos no mercado de luxo, esta máxima ainda está valendo. Após fechar um ano em que o país assistiu à abertura de lojas como Diane Von Furstenberg, Carolina Herrera, Porsche e Aston Martin, agora é a vez de marcas como Balenciaga, Lanvin e Bottega Veneta se estabelecerem por aqui. E logo logo chegarão YSL e Alfa Romeo. Esse avanço deve ser seguido por uma série de marcas “premium” – que não são caras, mas têm seu glamour, como a Topshop – que, somadas às regionais, podem ampliar em até 30% o mercado de luxo brasileiro em 2011.

Para as marcas de luxo, as perspectivas são muito positivas. Analistas do setor asseguram que além da demanda reprimida, a tendência de crescimento do consumo é grande nos próximos cinco anos. “Estamos vivendo um momento crucial para esse segmento, que é um movimento de ocupação”, afirma Alejandro Pinedo, diretor geral da Interbrand Brasil, consultoria especializada em marcas. “Há dez anos, empresas como a Louis Vuitton e a Hermès teriam de fazer um estudo sobre o mercado brasileiro. Agora, não. O momento é oportuno, elas precisam se estabelecer aqui o mais rápido possível.”

Embora esteja longe do faturamento de Estados Unidos e Japão, o Brasil já começa a ter um peso considerável nos números do setor. A estimativa é que o país tenha fechado 2010 com algo próximo de US$ 9 bilhões. Em termos de crescimento, a passagem entre 2009 e 2010 já representou um avanço entre 20% e 30%. Bom? Nem de perto o que pode se tornar, garante o mercado.

“Estamos muito longe de atingir o ápice do consumo de alta renda no Brasil”, afirma Silvio Passarelli, diretor do Programa Gestão de Luxo da Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP). Segundo ele, apenas uma fatia de 30% tem participação efetiva no mercado. “O Brasil suportará tranquilamente um aumento de mais 30 a 40% da oferta somente com a inclusão de parcelas existentes de consumidores que ainda não estão no mercado de luxo”.

Tantas marcas aportando no país é uma conseqüência direta do crescimento econômico e da expansão do mercado de luxo por aqui. Embora um grande influxo de investimentos e novidades esteja seguindo diretamente para a China, conforme a marca, o Brasil se torna prioridade. Grandes empresas de cosméticos, como a Clarins, elegeram o país como mercado-chave. Quando se fala em América Latina, aí não sobra mesmo para ninguém. Para companhias como PPR (dona da Gucci) e LVMH (dona da Louis Vuitton), a participação brasileira soma mais de 70% do mercado latino-americano.

CHINA X BRASIL
“Nossos números não são tão espetaculares como os da China, mas a turbulência que em algum momento deve afetar os chineses, nós já vivemos e já aprendemos com as crises”, diz o professor Silvio Passarelli, da FAAP. Ele admite que há desafios, como a altíssima tributação e o déficit interno que levou o governo a anunciar recentemente um corte de R$ 50 bilhões no orçamento. Mas tudo indica que o país terá uma economia bem estável pela próxima década ou mais. “O Brasil é uma das economias de maior perspectiva no mundo, não é surpresa que todos queiram vir para cá.”

Mas marca somente não faz milagre. Fazer a lição de casa, ou seja, estudar o mercado e o consumidor brasileiro também conferem uma grande vantagem. Mais: o segmento ainda está muito concentrado no eixo Rio-São Paulo, mas já se configura um cenário de descentralização que vem funcionando muito bem para os carros de luxo. A Audi está investindo em revendas no Nordeste, próximo passo de marcas como Land Rover e Porsche. E a Chanel também sinaliza sua “marcha para o interior”. “Tem muito espaço para crescer e as empresas se beneficiam de hábitos de consumo mais similares aos da Europa e Estados Unidos”, diz Ellen Kiss, coordenadora do curso de Marketing para Produtos e Serviços de Luxo da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Ellen afirma que o crescimento do consumo nacional vai se concentrar em duas faixas da pirâmide social: bem no topo, em que estão os produtos mais exclusivos, e na base, onde consumidores chegam com a aspiração de fazer parte desse mundo e reforçam as vendas no chamado setor de entrada, com perfumes e acessórios. Seja como for, no geral o crescimento esperado para 2015 deve ficar em 15% ao ano.

Há quem esteja bem longe do conceito de luxo, mas que de alguma forma se beneficia com esse crescimento. Marcas que no máximo seriam consideradas “premium” refazem seu posicionamento para se vender como grifes, oferecendo um glamour mais acessível. É o caso da britânica Topshop, que anunciou no ano passado a abertura da primeira loja em solo brasileiro, em São Paulo, até o final deste semestre. E até o final do ano, deve abrir sua loja voltada para o público masculino, a Topman.

“Agora é o momento, o lema é ‘location, location, location’. É preciso chegar e plantar a bandeira no lugar certo e criar a imagem certa para o consumidor”, diz Alejandro Pinedo, da Interbrand. De novo, quem ganha? As companhias que lançam empreendimentos comerciais desenhados para agradar ao consumidor de alto padrão, como você verá em outra reportagem desta Semana Época NEGÓCIOS de Luxo.

 Reprodução Internet

BALENCIAGA

Lojas: 37
Designer: Cristóbal Balenciaga, Oscar de la Renta, Andre Courreges, Emanuel Ungaro, Hubert de Givenchy, Josephus Thimister, Nicolas Ghesquière
Quem usa: Madonna, Victoria Beckham, Beyoncé, Rihanna, Nicole Kidman, Jennifer Connely, Kylie Minogue, Julliane Moore e dezenas de estrelas, socialites, modelos e wannabes
Comprar para quê? Marca que hoje integra o portfolio do conglomerado francês PPR, virou sinônimo de luxo de vanguarda, mais arriscado para mulheres (principalmente) e homens nada comportados. Desde que o designer Nicolas Ghesquière assumiu a direção em 1997, a marca ganhou um estilo mais rock’n roll que combina jaquetas de motoqueiro, ombreiras com espinhos e taxas e sapatos “poderosos”.

Reprodução Internet

LANVIN

Lojas: 32
Designer: Jeanne Lanvin, Eric Bergère, Robert Nelissen, Dominique Marlotti, Ocimar Versolato, Cristina Ortiz, Alber Elbaz
Quem usa: Natalie Portman, Julia Roberts, Gwyneth Paltrow, Blake Lively, Jennifer Aniston, Cameron Diaz, Jennifer Lopez, Victoria Beckham e mais dezenas de famosas e modelos que querem se sentir femininas, sexy e maravilhosas
Comprar para quê? A marca passou por altos e baixos, mas desde a chegada de Elbaz tornou-se sinônimo de bom gosto, cortes impecáveis e sensualidade. O frisson começou entre fashionistas e chegou às celebridades, que disputam a tapas modelos para brilhar no tapete vermelho. Recentemente, a Lanvin desenhou uma linha para a H&M que foi um grande sucesso de vendas. Houve filas na porta das lojas durante dias e os blogueiros da moda competiam para dizer quais eram as peças imperdíveis.

Reprodução Internet

TOPSHOP
Lojas: mais de 400 pontos no mundo
Designer: Kate Moss, Christopher Kane e Stella McCartney já desenharam coleções
Quem usa: meninas descoladas que querem estar na moda, pagando pouco
Comprar para quê? Sucesso absoluto entre o público feminino, a Topshop só não domina inteiramente o mercado britânico por causa da rival H&M. Mas quando se trata de glamour, a Topshop tem um não-sei-o-quê especial. Culpa da modelo Kate Moss, que lançou 14 coleções e gerou tanta mídia que a marca, de uma hora para outra, virou sinônimo de “luxo acessível”. Mas não dormiu no ponto e acelerou suas parcerias com jovens designers, além de abrir espaço para marcas descoladas que representam a vanguarda inglesa. Tanto que qualquer menina que baixar em sua matriz, a loja de três andares em Oxford Street, Londres, consegue sair em uma hora vestida com uma autêntica garota inglesa de estilo.



 

Empreendedorismo: As Regras do Jogo

Mais uma ótima dica de leitura do Blog Colunas de Hércules, os empreendedores não podem deixar de acompanhar a série Business Week:


clique na imagem para comprar

Empreendedorismo: As Regras do Jogo (último livro da coleção de cases de sucesso da Revista BusinessWeek) segue a linha estrutural da coletânea de matérias publicadas pela revista BusinessWeek - Liderança, Marketing, Estratégia, Globalização e Inovação - sobre como o maiores profissionais do mercado atingiram o topo. Ninguém melhor do que os profissionais considerados os maiores empreendedores do mundo para mostrar como conseguiram chegar lá e assim provarem que isto é perfeitamente possível. Trata-se então de mais um guia de executivos para executivos, com o qual colaboram os melhores profissionais do mercado. Cada capítulo é retirado de um estudo de caso da BusinessWeek acerca da importância do empreendedorismo. Este apanhado de casos traz dicas para que os executivos possam conhecer a natureza do próprio negócio, as potencialidades dos mercados e da empresa e que procurem visualizar o futuro e se preparar para enfrentá-lo. Só assim estarão no caminho para o alcance do tão almejado sucesso profissional absoluto.

A dica é boa, pois o livro está em promoção no site do Submarino.com por R$44,00 e Frete grátis para algumas regiões. Clique aqui para comprar.

Cofundador do facebook pensa em vender ações por R$ 300 milhões

Segundo informações, valor corresponderia a 0,5% do capital da empresa; não há detalhes sobre qual dos quatro fundadores faria a venda

Um cofundador do Facebook poderia vender ações da companhia no valor de aproximadamente US$ 300 milhões, segundo divulgou nesta quinta-feira o jornal "New York Post" em sua edição digital.

Aparentemente, um dos quatro criadores do portal quer vender até dez milhões de ações do Facebook a US$ 30 por ação, indicou o jornal.

A publicação não revelou qual dos fundadores pensa em se desfazer das ações, se o diretor-executivo da companhia, Mark Zuckerberg, ou os também fundadores Chris Hughes, Dustin Moskovitz e o brasileiro Eduardo Saverin.

A venda de dez milhões de ações representaria 0,5% da empresa com sede em Palo Alto (Califórnia), que poderia fazer uma oferta pública inicial de ações em meados de 2012, explicou o jornal.

Diversos potenciais compradores já teriam demonstrado interesse e nenhum representante do Facebook deu declarações sobre o assunto, segundo a publicação.

O "Post" especificou que as participações do cofundador não têm restrições para venda, mas acrescentou que o Facebook, da mesma forma que outras empresas tecnológicas, instaurou em 2010 novas normas que limitam a transferência de futuras participações.


sexta-feira, 4 de março de 2011

Playboy deixa de ser controlada pela bolsa e volta ao seu fundador.

A Playboy deixou de cotar nesta sexta-feira na Bolsa de Nova York após quatro décadas no mercado e depois que seu fundador, Hugh Hefner, consegiu adiquirir a grande maioria das ações da empresa.

Através da companhia Icon Acquisition, o empresário de 84 anos ofereceu em 10 de janeiro US$ 6,15 por cada ação que ainda não possuía da Playboy, da qual já controlava 69,5% das ações de classe A e 27,7% dos títulos de classe B.

Dessa forma, Hefner passou a controlar 88,7% dos títulos da entidade (combinados os de classe A e B), assim como 97% das ações com direito a voto.

Perante o pouco número de ações que ficaram cotando livremente no mercado, a entidade gerente da Bolsa de Nova York, NYSE, suspendeu a negociação dos títulos de classe A antes da abertura do mercado.

Todas as ações que não forem entregues a Icon Acquisition até que a oferta vença nesta sexta-feira serão canceladas, mas os acionistas minoritários que ainda possuam algum título da Playboy poderão reivindicar igualmente a cobrança de US$ 6,15 por cada um.

"Com a finalização desta transação, a Playboy fecha um ciclo e volta as suas raízes como uma empresa não cotada", disse Hefner, que criou a empresa em 1953.

Acrescentou que esta aquisição "fornecerá recursos e flexibilidade necessários para que a Playboy volte a sua posição única e se expanda por todo o mundo".

Hefner lançou uma proposta inicial de US$ 5,5 por título em julho de 2010 (o que significou avaliar a empresa em US$ 184 milhões), mas pouco depois a firma proprietária da Penthouse ofereceu US$ 210 milhões pela Playboy, o que obrigou seu fundador a elevar a oferta até US$ 6,15.



Procon multa AES eletropaulo em R$ 4,7 milhões por apagão.

A concessionária foi punida pela interrupção do fornecimento de energia elétrica e demora no seu restabelecimento, em setembro do ano passado.
A concessionária AES Eletropaulo foi multada, hoje, em R$ 4,7 milhões pelo Procon de São Paulo pela interrupção do fornecimento de energia elétrica e demora no seu restabelecimento, em setembro do ano passado e no dia 8 de fevereiro deste ano. Os apagões afetaram pelo menos 590 mil unidades consumidoras, segundo o Governo de São Paulo.
No dia 24 de fevereiro, a empresa compareceu ao Procon para apresentar esclarecimentos relativos às falhas no sistema de fornecimento de energia e a demora no restabelecimento ocorridas na Capital e Região Metropolitana de São Paulo ao longo dos últimos meses. Os documentos apresentam detalhes sobre: tempo de duração, motivos, número de consumidores afetados, medidas adotadas para solucionar o problema, ressarcimento dos prejuízos causados, entre outros.
O Procon concluiu que a empresa agiu em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC) por ter deixado de assegurar continuidade de serviço essencial ao cidadão, o qual deve ser prestado de forma adequada e eficiente, o que não foi constatado nas mencionadas ocorrências.
O Procon lançou o mutirão de atendimento especial às vítimas do apagão. O objetivo é atender todos os consumidores que sofreram danos pela falta de energia.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Sem surpresas, BC eleva taxa Selic para 11,75% ao ano

Autoridade monetária confirma expectativas e aumenta os juros em 0,50 ponto percentual; taxa chega ao maior valor desde janeiro de 2009.
Em sua segunda reunião do ano o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) deu mais um sinal de que está alerta diante do avanço da inflação. A autoridade monetária decidiu elevar a taxa Selic em 0,50 ponto percentual, para 11,75% ao ano. Este é o maior patamar que a taxa chega desde janeiro de 2009, quando os juros estavam em 12,75% ao ano.

Na última segunda-feira (28), o Boletim Focus, do BC, mostrou que as projeções do mercado para a inflação em 2011 aumentaram pela 12ª semana seguida. A estimativa apontada no boletim prevê que a inflação oficial chegue a 5,80%.
Os números, cada vez mais distantes do centro da meta para a inflação estabelecida pelo BC, 4,5%, preocupam muitos especialistas. O comportamento dos preços no país é visto como uma luz de alerta que exige uma política monetária mais dura. A estes a decisão do BC vem a contento.
Por outro lado, alguns economistas lembram que o aumento de preços no Brasil tem a ver com uma série de fatores. E nem todos eles são resolvidos com aperto monetário. Alimentos e outras commodities, por exemplo, têm ficado mais caras no mundo todo, e este comportamento influencia a economia brasileira. Além disso, o índice oficial de inflação no país ainda está sob o efeito dos reajustes que os governos fizeram no preço de serviços de educação, transportes e nos impostos.
Na próxima quinta-feira (10) o BC deve divulgar a ata da reunião do Copom. O documento mostra como a autoridade monetária enxerga o cenário econômico no Brasil e no mundo, e apresenta as justificativas para o aumento dos juros.
Ao fim da reunião, o Copom emitiu o seguinte comunicado: "Dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias, o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 11,75% a.a., sem viés."

quarta-feira, 2 de março de 2011

Uno supera Gol e é o carro mais vendido do Brasil

Pela primeira vez, o modelo Uno, da Fiat, foi o automóvel mais vendido no mercado brasileiro, com 21.397 unidades. O compacto ultrapassou o Gol em fevereiro, que ficou com 20.989 unidades. A última vez em que o carro da Volkswagen havia deixado a liderança foi nos meses de setembro e outubro de 2006, quando perdeu para o Palio, também da Fiat. No cômputo anual, porém, o Gol é líder há 24 anos.
Apesar da pequena diferença, de 408 unidades, os números enfatizam a antiga disputa entre Fiat e Volkswagen no País. Em janeiro, a marca alemã tirou da Fiat a tradicional liderança em vendas no segmento de automóveis e comerciais leves, com 54.549 unidades ante 46.722 da concorrente. No mês passado, a Fiat recuperou o posto, com 60.744 mil veículos, enquanto a Volks vendeu 54.364. Na soma do bimestre, a fabricante italiana segue em segundo lugar, com 1.447 unidades a menos.

Na soma de vendas dos dois modelos no ano, o Gol tem ampla vantagem, com 44.048 unidades, ante 38.282 do Uno. Os dois números incluem as versões antigas - o Mille responde por 50% dos negócios (com preços a partir de R$ 23,2 mil), enquanto o Gol G4 fica com cerca de 20% (R$ 27,5 mil). As novas versões com quatro portas custam a partir de R$ 28,1 mil e R$ 30,8 mil, respectivamente.

Em relação ao primeiro bimestre de 2010, as vendas do Gol cresceram 30%. As do Uno, 86,8%. A ascensão do modelo da Fiat começou a ocorrer a partir de maio, quando a empresa lançou o novo Uno, totalmente renovado e com um design que tem atraído principalmente os jovens consumidores. Um mês após o lançamento, o Uno já ocupava o segundo lugar na lista dos mais vendidos. Antes, sua posição era restrita ao quarto ou ao quinto lugar. Há duas semanas, o Uno ganhou reforço extra da versão duas portas (R$ 26,5 mil). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TOP 10 POSTAGENS MAIS LIDAS

Receba nossos artigos por e-mail:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More