segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Google testa carro sem motorista na Califórnia

Testes com carro da Google já cobriram 225 mil quilômetros


A cada geração que se passa as tecnologias avançam no sentido de garantir uma maior longevidade para o ser humano, o que antigamente seria raro, já sabemos que viver 80 anos hoje em dia faz parte do natural de nossa espécie, e assim evoluiremos a ponto de quem sabe um dia chegar à imortalidade.

Com a capacidade de viver mais de 150 anos por exemplo, o ser humano não irá mais aceitar morrer por mtivos fúteis, e um deles é o clássico e infeliz acidente de carro. Com isso acredito que um dia nos veremos como em um episódio de  Os Jetsons. Onde os carros andam sozinhos, e nós nos locomovemos através de elevadores. Os trabalhos serão todos automáticos e por ai vai...


Essa notícia poderia ser absurda quando Hanna-Barbera criou o desenho em 1962, porém hoje é uma realidade:
Engenheiros do Google testaram um carro que dirige sozinho nas ruas da Califórnia, segundo anunciou a companhia em seu blog Oficial.

O carros usa câmeras de vídeo montadas no teto, sensores de radar e uma mira a laser para enxergar outros carros e obstáculos no trânsito, segundo o engenheiro de software Sebastian Thrun.



Um motorista treinado acompanhou os testes dentro do carro para tomar o controle em caso de alguma falha. A Google espera que os carros possam eventualmente reduzir os congestionamentos e o número de acidentes nas ruas, além de ser um carro muito menos poluente.

Em um comunicado postado no blog oficial da companhia, Thrun disse que os testes com o carro que se auto-dirige já cobriu 225 mil quilômetros.

O carro cruzou a icônica ponte Golden Gate, em San Francisco, andou pelas famosas ladeiras da cidade, se dirigiu entre escritórios da Google e circulou em volta do lago Tahoe, sem sofrer acidentes.

Os engenheiros responsáveis pelo projeto disseram ao jornal The New York Times que o único incidente ocorrido durante os testes foi uma batida por trás sofrida quando o carro estava parado em um semáforo.

Em seu post no blog, Thrun, que é professor de ciências da computação e engenharia eletrônica na Universidade Stanford, afirmou que a segurança é "a principal prioridade" do projeto.
As rotas são pré-planejadas, mapeadas por motoristas reais, e a polícia local é avisada com antecedência sobre os testes.

Os números da Organização Mundial da Saúde, que mostram que mais de 1,2 milhão de pessoas morrem anualmente em acidentes de trânsito, para dizer que esses números podem e devem ser reduzidos.

"Acreditamos que nossa tecnologia tem o potencial para reduzir esse número, talvez em até metade disso", afirma Thrun. "Este projeto ainda está em um estágio experimental, mas dá uma ideia de como o transporte pode parecer no futuro, graças aos avanços das ciências da computação", diz.
Nos últimos tempos, a Google vem se aventurando cada vez mais em novos negócios à parte de seu serviço principal de buscas na internet.


Concorra a um Notebook clicando na imagem abaixo:
Concorra a um Notebook
Para saber mais sobre a promoção clique aqui. Conto com o seu voto! Se você estiver participando com o seu blog, deixe o link de votação que eu visito e retribuo o voto.

0 Comentários:

Postar um comentário

Um bom blog não se faz pela quantidade e sim qualidade de seus leitores, só comente quando você realmente ler a postagem.

Deixe seu link no final do comentário caso queira me mostrar o seu blog, irei visitar, comentar e se gostar seguirei também.

Siga-me no Twitter: @c_hercules

TOP 10 POSTAGENS MAIS LIDAS

Receba nossos artigos por e-mail:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More